11 de abr de 2017

Mudei


Sofri por um tempo achando que só amaria a mesma pessoa para todo o sempre, mesmo que sozinho. Ou que não conseguiria um emprego melhor do que aquele "meio bosta" da época da faculdade.

Mas a vida me atropelou com outras tantas decepções no campo profissional e amoroso... e aquelas antigas que pareciam ser um anúncio do fim do meu mundo, na verdade, eram só o começo. 

Mesmo parecendo ser algo muito ruim, não foi. A dor antiga que parecia gigante ficou pequena perto da nova, que também não me assustou, pois aprendi a contornar. 

Todo aquele medo absurdo do futuro também sumiu como o Lucas, a Paula, o João e a Carla. Amigos e amores que desapareceram da minha lista de contatos. Alguns me deletaram, outros deletei. 

E assim fui deixando de gostar, de querer e de me abalar por qualquer mudança no caminho. Na verdade, mudei o caminho também.






14 de nov de 2016

O amanhã ao novo Match pertence

Vivemos uma época complicada para relacionamentos. Em um mundo recheado de opções nos aplicativos, ninguém parece ser bom o suficiente.

O encontro de hoje não dura até amanhã, porque "o amanhã ao novo match pertence".

Estamos sempre procurando algo a mais, preenchendo os buracos do corpo e, ao mesmo tempo, continuamos vazios.

11 de set de 2016

Eu sou o outro

Não sei se é carência, ou se tenho o ascendente em Câncer. Mas, a verdade, é que sempre tenho muito amor para dar. A frase pode até ser ruim, mas é verdadeira. 

Só no mês passado tive cinco cachorros imaginários com três amores platônicos. Sou do tipo que pensa até na tatuagem para fazer junto com o mozão. 

Bom, o que quero dizer é que gosto de compromisso sério, autenticado no cartório e abençoado pelo universo...