4 de mai de 2011

Não é por maldade, é que minha transparência machuca.

Você sempre espera um apoio, nunca uma verdade.
Eu sei que você vai perdoar, vai usar o amor, o sexo e a sua enorme carência pra justificar.
Não existe conselho, provas e nem reza, você se acostumou a ser burro, não tem jeito!
Talvez isso seja o seu destino ou o seu jeito medíocre de ser.
Olha, não é por maldade, é que minha transparência machuca.

- Gillian Caetano

Um comentário: