9 de abr de 2014

Perigosa

Ela entende de depilação, erra no blush, mas desce até o chão sem nenhuma dorzinha nas costas. O tom é alto, usa gírias como ninguém, só não descobriu ainda como terminar o ensino médio.
É muito contato no celular, festa no final de semana e frases nas redes sociais de autores que ela não leu, colou.
Lê o horóscopo, panfleto de festa e a página do carinha que recém saiu da prisão.
Nunca soube inglês, prefere a linguagem corporal para se comunicar com o mundo, nessa ela se garante.
Não é considerada fofa, é perigosa, sabe o que quer, e é dinheiro.
De alto mesmo só o salto, de resto é tudo bem baixo, inclusive sua reputação.


Um comentário:

  1. É o produto da geração grudada no telefone-internet, mas que não sabe e nem se interessa em profundidade e nem em ultrapassar as próprias limitações. (Generalizando, claro).

    Bom texto amigo!

    ResponderExcluir