23 de jun de 2015

Carta sem resposta

Olá!

Te escrevo essa carta, depois de tanto tempo, para dizer que antes não sabia o que responder, não que eu saiba agora, mas já demorei tempo demais.


Bom, não tenho visto as notícias ultimamente; tenho vivido dentro de uma bolha, nada tem chegado, só o que permito. Sei que você deve estar pensando que isso é loucura ou frescura... Talvez seja. 

Quando se decide viver sem atravessar os limites a vida fica meio "domingo". Fazendo sol ou chuva, domingo é sempre o mesmo. Apesar de triste, ele é fiel à mesmice. Sabe, depois de conhecer tanta inconstância, é bom ter a certeza de que algo não vai mudar. 

Não sei qual conselho te dar sobre o seu problema, talvez um padre, psicólogo ou desconhecido saiba te indicar soluções. Não adianta me xingar quando ler isso, sei que sou péssimo em ajudar. Se estivesse perto, daria um abraço e te pagaria um vinho barato. Sou bom com essas coisas; agora, dar conselhos é algo que ainda não aprendi. Não é maldade, é meu jeito apenas.

Quem sabe você só precise entrar dentro de uma bolha também?! Não te convido para entrar na minha porque já é sufocante demais sozinho, imagina dividindo o pouco ar que me resta com outra pessoa. Seria o nosso fim.

Ainda bem que temos exemplos piores que o nosso. Foque nisso! Sempre funciona comigo. Lembra da história daquela garota que engravidou do sogro? Imagine a confusão desse bebê na escola tendo que montar sua árvore genealógica...

Amiga, a verdade é que também não sei quando o jogo vai virar... isso, se virar. Queria ser o amigo otimista que te enche de fantasias só para aliviar. Mas não sou, sou esse cara que assume que tudo vai mal. 

Querida, o barco está furado, vai afundar. Aprenda a nadar ou a rezar. Tome uma atitude!

E lembre-se sempre que te amo! Tenha uma boa sorte!

2 comentários:

  1. Eu amo tanto o jeito que você se expressa nos textos. Parabéns, continue assim, lindão! <3

    ResponderExcluir
  2. Boa noite. Adoro e acompanho o seu blog já tem um tempinho. Já li todos os textos e sempre fico na expectativa de mais, rs. Sou fã. Gostaria muito de lhe enviar um presente. Você tem caixa postal? Poderia me mandar um e-mail?! vicente-neto@outlook.com.br


    Aguardo ansiosamente a sua resposta.

    ResponderExcluir