14 de nov de 2016

O amanhã ao novo Match pertence

Vivemos uma época complicada para relacionamentos. Em um mundo recheado de opções nos aplicativos, ninguém parece ser bom o suficiente.

O encontro de hoje não dura até amanhã, porque "o amanhã ao novo match pertence".

Estamos sempre procurando algo a mais, preenchendo os buracos do corpo e, ao mesmo tempo, continuamos vazios.


É vendida uma liberdade limitada, onde todo mundo é livre para se pegar, mas é proibido se importar.

Nem todo flerte dá namoro... Ainda bem!

Mas é bom saber que, ao conhecer alguém, é liberado gostar, odiar, ou até mesmo não se importar, desde que não exista um limite combinado.

Limites são entediantes, parecem mais uma maneira boba de se proteger.

Só sei que no jogo da paquera, vence quem se permite sentir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário